7 Coisas Que Seu Cão Ou Gato Gostariam Que

Você Soubesse

Hoje em dia, nossos cães e gatos são verdadeiros membros da família. Na minha casa é assim e, estou certo de que, na sua, também é.

 

Ter um pet doente pode ser extremamente doloroso para ele e para as pessoas da família

Para evitarmos isso, eu separei alguns conselhos simples para você. São sete coisas que você pode fazer para ajudar a prevenir os problemas mais comumente evitáveis ​​que vemos em nossa clínica diária.

 

Se seu pet pudesse falar, ele certamente pediria para você providenciar algumas destas coisas.

Então, vamos lá.

 

 

1 . Não existe essa coisa de “meu cachorro é muito esperto e sabe se virar muito bem solto na rua”. Todo cão só deve passear na rua junto a alguém e com coleira e guia. Nunca solto.

 

 

Qualquer cão que fique na rua sozinho ou passeie solto, mesmo que junto ao dono, vai, mais cedo ou mais tarde, ser atropelado por um carro. A menos que ele ou ela morre de outra coisa primeiro, obviamente.

 

Eu não sei dizer quantas vezes nesses quase 25 anos de clínica eu já ouvi de donos de cães desesperados olhando tristemente em pobre animal ferido em nossa mesa de exame dizerem:

 

" Eu não sei o que deu nele.Ele nunca vai para a rua "

 

Ou

 

 “Ele sempre passeou sem coleira juntinho a mim. Não sei porque ele resolveu atravessar a rua, justamente quando vinha um carro.”

 

 

2 . Mantenha seu gato dentro de casa.

 

Eu sei que há gatos que vivem muito bem soltos o tempo todo e há outros que vão dar suas passeadas na rua e depois voltam.

 

A maioria das coisas ruins que acontecem aos gatos, acontecem quando eles estão fora de casa:

 

  • Brigas com outros gatos.

  • Atropelamentos.

  • Ingestão de venenos.

  • Mordidas de cães.

  • Contaminação por doenças contagiosas.

  • Pulgas.

  • Vermes intestinais.

 

E isso é só uma pequena amostra do que pode acontecer.

Se você quiser evitar todas essas coisas ruins para os seus gatos. Você deve mantê-los em segurança dentro de casa.

 

3. Não deixe seu cão solto na traseira de uma caminhonete.

 

Se você tem uma caminhonete e gosta de andar com seu cachorro solto na caçamba, saiba que isso é extremamente perigoso.

 

Já atendemos vários cães que pularam da caçamba da caminhonete em movimento e alguns sofreram lesões fatais.

 

Se possível, leve seu cão dentro da cabine. Mas se for levá-lo na caçamba, providencie para que ele fique preso a uma guia curta ao corpo dessa caçamba. Seu comprimento deve ser tal que ele não consiga pular para fora e ficar pendurado pela guia, o que também seria terrível.

 

4 . Mantenha seu cão ou gato sem contato com o lixo e longe de sobras .

 

Os gatos são mais exigentes e mais cuidadosos do que os cães sobre o que comer, mas qualquer um pode encontrar “tesouros culinários” à espreita no lixo.

 

A intoxicação por ingestão de restos de comida ou até mesmo lixo é muito comum e pode causar sintomas bastante graves e mesmo leva-los à morte.

 

O hábito de alimentar os pets com sobras de comida nossa é um dos principais fatores que têm contribuído para o aumento da taxa de obesidade entre eles. Não bastasse isso, há uma série de alimentos que podemos ingerir, mas que, ao serem comidos pelos cães e gatos, podem causar vômitos ou diarreia de intensidades variadas.

 

5. Dê vermífugo aos seus cães e gatos pelo menos 3 ou 4 vezes ao ano.

 

Tanto cães como gatos podem se contaminar com vermes intestinais ao terem contato com ambientes contaminados por fezes de animais doentes.

 

Mesmo os que vivem em apartamentos, pode se contaminar ao caminharem em ruas, praças ou jardins.

 

Estes vermes, ao se instalarem em seus intestinos, produzem desde sintomas gastrintestinais leves até os mais graves, que podem até, dependendo do grau de infestação e do estado da imunidade do animal, causar sua morte.

 

Não bastasse isso, estes vermes podem contaminar os humanos, principalmente as crianças e causar consequências sérias.

 

Existem vários vermífugos diferentes no mercado com formulações e espectro de ação diferenciados. Um médico veterinário é capaz de determinar qual o melhor para o seu pet e como utilizá-lo.

 

6. Proteja seus animais de estimação de pulgas e carrapatos durante todo o ano.

 

Muitas pessoas acham que apenas no verão aparecem as pulgas e os carrapatos. Isto é um erro. Durante todo o ano eles podem aparecer, apesar de seu número aumentar realmente nos meses mais quentes.

 

As pulgas, além de causarem coceira em maior ou menor grau, ainda servem de hospedeiro para uma das espécies de vermes que mencionei no item anterior.

 

Os carrapatos, por sua vez, além de também causarem coceira e irritação da pele, podem transmitir doenças a outros cães e até ao homem.

 

Manter as pulgas e carrapatos fora de seus animais de estimação é mantê-los fora de sua  casa!

 

Além dos cuidados com o ambiente, a aplicação e um dos produtos indicados mensalmente sobre a pele de seu pet, pode mantê-lo livre destas terríveis ameaças . Fale conosco a respeito.

 

7. Tenha o seu animal de estimação com suas vacinas em dia.

 

Diferentemente dos seres humanos, para os quais há vacinas que são necessárias apenas uma vez na vida, os cães e gatos precisam ser revacinados quando adultos uma vez por ano.

 

A vacinação ainda é a melhor e mais efetiva forma de proteger nosso cães e gatos de uma série de doenças que podem trazer graves consequências para sua saúde e até mata-los.

 

E não são apenas os filhotes que precisam ser vacinados. Os adultos também precisam.

 

Para saber mais sobre vacinação de cães e gatos, acesse nosso canal no Youtube e assista ao vídeo em que falamos sobre este tópico. 

 

Vídeo sobre vacinação em cães e gatos.

 

 

 

 Espero que você tenha aproveitados estas dicas.

 

 Se você quiser saber mais sobre como cuidar cada vez melhor de seu cão ou gato, acesse nosso blog e assine nosso informativo Euronews.

 

 

 

 

 

 

 Um grande abraço,

 

 Dr. Cláudio Machado e equipe.

HORÁRIOS

8:00  - 21:00 

Segundas às sextas

 

8:00  - 18:00 

Sábados

 

8:00  - 12:00 

Domingos

 

 

ENDEREÇO

Av. Euclides da Cunha 1008

Zona 04

Maringá     PR

CEP 87014-250

 

 

cveuropa@cveuropa.com

(44 3026-3999

(44) 9973-0328

 

COMUNICAÇÃO VIA WHATSAPP

 

9977 2038

 

8:00  - 21:00 

Segundas às sextas

 

8:00  - 18:00 

Sábados

 

 

                     SERVIÇOS

 

                     Clínica geral                      Criocirurgia                          Cirurgia ortopédica                 Anestesia inalatória              Banho e tosa        

                     Vacinações                        Eletrocardiografia                Endoscopia                              Ultrassonografia                    Raios X

                     Fisioterapia                       Odontologia                          Internações                             Laboratório